5 dicas para fazer trabalho voluntário com crianças

A questão dos menores sem lar é uma das mais complexas e difíceis de lidar na sociedade brasileira. Por isso, o trabalho voluntário com crianças é de extrema importância para ajudar na inclusão de milhares de jovens brasileiros.

Dados do Cadastro Nacional de Crianças Acolhidas, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mostram que o Brasil tinha mais de 47,4 mil crianças vivendo em abrigos em 2017. Só, no Estado de São Paulo, são 13,4 mil menores nesta situação.

Assim como outros grupos em estado de vulnerabilidade, as crianças também precisam de apoio e dedicação. Em muitos casos, a ausência de familiares e a rotina em abrigos levam a consequências como problemas psicológicos ou na vida escolar. Por exemplo:

  • Raciocínio abaixo da média;
  • Atraso escolar;
  • Depressão;
  • Pseudoautismo;
  • Insegurança.

Além desses, tantos outros problemas e dificuldades podem acometer as crianças em situação de vulnerabilidade e abandono. Por isso, é importante exercer o voluntariado e dar suporte para esses menores.

Como fazer trabalho voluntário com crianças

trabalho voluntário com crianças é gratificante e uma experiência única na vida da pessoa. Ao saber que você ajudou a construir uma história e deu um novo significado para uma criança, o voluntário encontra o sentido para o seu trabalho.

O primeiro passo para ajudar é querer ser um voluntário. Tempo e atenção são dois elementos fundamentais para desempenhar a função. Depois de escolher a causa que quer auxiliar, pense em quais são as suas habilidades e coloque-as a favor dos mais necessitados.

Você pode gostar de contar histórias ou ainda de representar personagens. O importante é tirar a ideia da cabeça e começar a agir.

5 dicas de como agir na prática

São muitos os tipos de trabalho voluntário com crianças que podem ser feitos. Se você quer ajudá-las, veja algumas opções de ações para colocar em prática. Temos certeza que você vai ganhar um belo e sincero sorriso no fim do dia. Confira!

1) Ajude com a lição de casa

Sem ter o acompanhamento diário de um responsável, muitos jovens moradores de abrigos deixam os estudos de lado e acabam atrasando na escola Dedique um pouco do seu tempo na semana e acompanhe os estudos de uma criança.

Ao ajudá-la a fazer a lição de casa, você mostrará que há alguém se importando com a educação e com crescimento pessoal daquele estudante. O ato pode parecer pequeno, mas o significado para a criança é enorme. O que vai motivá-la a permanecer dentro de sala de aula.

Leia tambémO que é como surgiu o altruísmo?

2) Visite instituições de acolhida

Muitas vezes, a criança só quer alguém para escutá-la. Ao criar laços de proximidade, você como voluntário ajudará a dar um novo sentido na vida da criança.

Tem épocas do ano que são mais conhecidas por visitas a instituições de acolhida, como Dia das Crianças e Natal. São datas especiais sim, mas não são só elas que devem ser levadas em conta. É importante o carinho dos voluntários para ajudar no crescimento das crianças.

3) Brinque

O brincar deve ser a melhor atividade na vida das crianças, mas muitas delas não têm esta oportunidade. Dê um pouco do seu tempo e proporcione momentos de descontração e alegria para aos pequenos.

Organize gincanas e selecione brinquedos para facilitar este contato, que pode ser um grande momento de felicidade na semana de uma criança.

4) Conte histórias

A arte de contar histórias pode ser uma ferramenta para aproximar crianças e voluntários. Use a criatividade e leve bonecos e outros acessórios para tornar as histórias ainda mais incríveis.

Crianças gostam de deixar a imaginação fluir e nada melhor que a contação de histórias para proporcionar descontração, entretenimento, cultura e educação. Outras apresentações culturais como teatro ou música podem ser feitas para animar os pequenos. Se você tem uma banda ou um grupo artístico, aposte nisso.

Leia também: Como funciona o empreendedorismo social?

5) Ajude com bens materiais

Brinquedos e artigos de higiene pessoal são bem úteis para crianças em situação de vulnerabilidade. Roupas também são uma ótima forma de trazer certo amparo. Se o tempo está escasso para realizar trabalho voluntário com crianças, ajude com produtos e mantimentos.

Conheça causas que você pode ajudar como voluntário

Agora que você já viu as dicas de como fazer trabalho voluntário com crianças, confira abaixo projetos apoiados pela Altrus.

  • Associação Projeto Parabéns: a iniciativa leva festas de aniversário para crianças e adolescentes em abrigos, ONGs, comunidades e ocupações da cidade de São Paulo.
  • Lar das Crianças: a instituição também promove o desenvolvimento de crianças e jovens de famílias em situação de vulnerabilidade social.
  • Espaço Curumim: a ação acolhe e atende crianças moradoras da comunidade do Moinho, no centro de São Paulo, contribuindo para a inserção social, por meio da educação e da cultura.
  • Instituto Mundo Novo: localizada no bairro da Chatuba de Mesquita, na Baixada Fluminense, a iniciativa leva oportunidades educacionais, culturais e profissionalizantes para crianças, jovens e adultos da região.
  • Vila em Progresso: o projeto oferece a crianças e jovens da Vila Progresso, em São Paulo, cursos e atividades recreativas, como: inglês, informática, empreendedorismo, teatro, capoeira, recreação, entre outros
  • Acredite - Amigos da Criança com Reumatismo: a ação ajuda crianças e adolescentes com doenças reumáticas, garantindo que todos tenham direito ao melhor tratamento para a doença. 
  • Projeto Ousadia Peri Alto: atende crianças e adolescentes em vulnerabilidade social na comunidade, em São Paulo, por meio do esporte, educação e cultura.

Você já conhece a AltruS? Trata-se de uma plataforma que conecta pessoas interessadas em ajudar com instituições que precisam de ajuda.

O sistema apresenta causas sociais aos usuários e indica as organizações mais adequadas ao perfil de cada voluntário. Por meio da Altrus, é possível unir a comunicação e a tecnologia em favor do social para dar voz, acesso e ajuda a essas ações.

Clique aqui e saiba mais sobre esta plataforma. Se você quiser se um voluntário, faça o cadastro e saiba como ajudar.


;
;