Voluntariado: descomplique e pratique

Por Silvia Naccache

Será que fazer trabalho voluntário é assim tão complicado e difícil? Sempre me surpreendo ao ouvir as histórias das pessoas que querem participar, se mostram interessadas, mas não conseguem nunca encontrar um lugar para praticar o voluntariado e não levam esse desejo adiante.  

Qual o desafio se a nossa sociedade apresenta tantas oportunidades, projetos, causas, espaços públicos e privados onde a doação da energia e do talento certamente seriam muito bem-vindas?!

Para descomplicar é só priorizar!  

Voluntariado é como qualquer outra atividade que você coloca em sua vida. Vai exigir dedicação, disciplina e comprometimento e, com certeza, uma priorização do seu tempo. Essa escolha e vontade de realizar e participar poderia ser para um hobby, uma atividade física, um curso de idiomas, por exemplo.  

O primeiro passo para descomplicar é entender o que é ser voluntário e qual a sua motivação para realizar. É impossível imaginar o voluntariado sem motivação. São inúmeros tipos de trabalho voluntário e cada um deve refletir qual é a sua motivação:

  • Fazer diferença na vida de alguém;
  • Desenvolver uma habilidade;
  • Sentir-se reconhecido;
  • Ocupar o tempo livre;
  • Fazer novas amizades;
  • Colaborar para uma sociedade melhor, com mais altruísmo e solidariedade.

Pode ser que você tenha se motivado pela oportunidade que o voluntariado oferece do exercício da cidadania. Ou as motivações podem ser religiosas. Ainda é possível estar motivado para ser um exemplo e inspiração para outras pessoas.

Não importa: cada pessoa tem sua motivação, sua vontade e seus valores construídos ao longo da vida que serão como um “norte”, uma orientação para a escolha do trabalho voluntário.

Mas não basta ter essa atenção e cuidado apenas como a motivação inicial que mobiliza e engaja. É fundamental manter esse entusiasmo e a chama da motivação acesa. Do contrário, qualquer atividade, por mais organizada e planejada que seja, não vai retê-lo por muito tempo.

Leia tambémComo se tornar voluntário em seu bairro, cidade ou Estado?

O que considerar para praticar o voluntariado?

Cada voluntário, ou candidato ao voluntariado, deve refletir sobre algumas outras questões, além da motivação. Tais como: em que área atuar; que ação deseja realizar; com que público quer interagir; se a atividade escolhida será presencial ou a distância; quanto tempo tem para doar; e quais talentos e habilidades deseja oferecer.

Existem incontáveis possibilidades de participação e esse encontro entre voluntário e causa deve ser positivo e trazer benefícios para quem doa e para quem recebe a ação. É preciso trabalhar em sintonia e harmonia.  

Não precisa complicar, mas também não dá para acreditar que basta a boa vontade. Voluntariado é um encontro que precisa de dedicação e cuidado, para que traga bons resultados e para que os voluntários se sintam valorizados. Valorizar, incentivar e reconhecer são gestos que promovem maior engajamento, fidelização e comprometimento.

Leia também10 dicas para divulgar e fazer um trabalho voluntário

Descomplicou? É a hora de realizar! Com muita alegria, fazendo aquilo que gosta e faz bem! Certamente, voluntariar é especial! Todos os envolvidos em uma determinada ação mostram que juntos são responsáveis pelo êxito do projeto.

Mas quem doa tempo deve lembrar da pontualidade e da assiduidade! O compromisso é primeiro consigo mesmo! Foi uma decisão e agora existe a grande oportunidade de fazer a diferença.

Ser parte da construção de um mundo melhor, mais justo, sustentável, inclusivo e com mais qualidade de vida para todos. Hoje, aqui e agora e também para as gerações futuras.

Não se esqueça!  

Descomplique: o voluntariado cabe na sua vida?

Pratique: tire a mão do bolso e coloque a mão na “massa”.

E se puder, Multiplique: convide, inspire e facilite para que mais pessoas venham fazer parte!

Como a tecnologia pode ajudá-lo no voluntariado

Quer saber como iniciar no voluntariado? Conheça a Altrus. Trata-se de uma plataforma com o objetivo de conectar pessoas que buscam fazer trabalho voluntário com instituições que precisam dessa ajuda.

São diversos tipos de causas sociais nas áreas de educação, meio ambiente, proteção animal, assistência social, cultura, direitos humanos e outras. Assim, você pode apoiar organizações seja com doação de tempo, produtos ou recursos financeiros.

AltruS recebe o cadastro de interessados e conecta com instituições perto de você que precisam de contribuição. Basta se cadastrar aqui e selecionar a causa social que você procura.


;
;